Dia do Orgasmo

João...das flores ao marasmo ao longo dos anos de casamento

João, rendeu-se ao nosso Divã do Prazer e nos contou suas dúvidas e chateações com relação ao seu relacionamento.

João como muitos homens, é casado a algum tempo. E nos conta que no icício tudo eram flores... e com o tempo isso mudou.

João nos contou que gostaria muito que seu relacionamento fosse regado de cumplicidade e muito sexo... e infelizmente não é assim que funciona.

Jõao nos conta que o prazer sexual de sua parceira diminuiu muito com o passar do tempo. Além do que também ela se desgostou... está fora de forma, não cuida de seu lar e não liga muito para sua aparência.

João pediu nossa ajuda e estamos aqui para isso!

Resposta do Casal Orgasmo:

É João, aposto que muitos casais passam pela mesma situação que você. O que acontece é que com o passar do tempo e ao longo de alguns anos de relação algumas pessoas acabam de descuidando por conta da correria e do inevitável comodismo.

Quanto ao sexo, acredito que a falta de interesse tem a ver com o tempo, com a rotina casamentosa e com a baixa auto estima.

Quando estamos naquela empolgação de início queremos impressionar, conquistar, fazer bem feito para que a outra pessoa fique "apaixonada". Mas, quando isso acontece, para alguns perde um pouco a graça, acho que algumas pessoas devem se perguntar... Por que preciso impressionar quem já está comigo?

Acho que no casal, cada um tem sua parcela de "culpa" quando esses transtornos casamentosos começam a nos atordoar.

Por que o outro não dá toques antes que tudo fique insustentável? Por que costumamos deixar as coisas chegarem ao seu limite para então conversar ou acabar por "criticar" o outro?

Bom João... dito essas coisas. Vamos a algumas sugestões, que achamos plausíveis em sua situação.

Acreditamos que a primeira iniciativa deve ser uma conversa franca! Sem medo da reação do outro. Falar os pontos que te deixam chateados e saber ouvir o que ela tem a dizer... Sim! Ela com certeza tem muitas coisas a dizer.

Fale tudo, absolutamente tudo que incomoda e os seus pontos para o que podem fazer para deixar melhor. Saiba ouvir. Tentem fazer o seguinte exercício.

Enquanto você fala, ela segura algum objeto, como uma caneta. E o exercício é assim, quem segura o objeto deve manter silêncio. Ela não poder te interromper. Você tem no máximo 5 minutos para falar. Despois que você terminar, ela tem 5 minutos para dizer o que ela acha sobre tudo que você falou, não a interrompa também, pois agora você segura a caneta! E assim continua. Esse exercício força a capacidade de ouvir, pois temos muita facilidade para reclamar, mas baixar capacidade de ouvir e entender.

Tentem também colocar o combinado em um papel, como um planejamento.

Plano de Melhora da Relação, pode ser o título desse papel.

Tentem de todas as formas, cumprir o máximo de coisas possíveis. Depois de uma semana, conversem novamente, e vejam o que melhorou e o que pode melhorar.

Aconselhamos que essa conversa seja fora de casa, de preferência em algum local que possam conversar mas que tenha pessoas em volta, afim de não acabarem brigando e exaltando a voz.

O importante de ouvir o outro, é saber se querem caminhar na mesma direção. Se realmente tem o mesmo interesse. Se os dois desejam manter a relação e se desejam melhorar o convívio de vocês.

Me desculpem a sinceridade... mas o que ocorre muitas vezes é que a outra pessoa não está feliz, pode até não desejar manter a relação e não sabem como dizer isso, essa conversa franca também pode ser o fim.

Caso vocês conversem, façam o exercício da caneta, de anotar os planos de melhora do casal e mesmo assim ainda tenham dificuldade de resolver suas questões, mas se ambos desejam ficar juntos, podem procurar a ajuda de um profissional. Um terapeuta que atenda casais.

A ajuda de um profissional, pode ser muito importante para vocês, e muito proveitosa. O profissional verá o lado dos dois, sem envolvimento pessoal e emocional, o que pode fazer com que vejam as questões de vocês de outra forma.

Talvez o que pensem ser um problema do outro, pode estar partindo de você, e como está dentro da situação, não consegue perceber tal fato.

Acho que é isso João, esperamos sinceramente que tudo dê certo para você e sua companheira. O importante na vida é tentar! E se for da vontade de vocês ficarem juntos, temos certeza que vão conseguir.

Boa sorte ao João e a todos que estão buscando renovar as forças de suas uniões.

Clique aqui para receber "O Livro Proibido Do Sexo Para Casais" gratuitamente

Como Participar?

Qualquer pessoa que esteja na nossa lista de contatos pode participar do Divã do Prazer.

Nos reservamos o direito de escolher quais histórias vamos contar aqui.

Para aumentar as suas chances de ter o seu relato aqui, temos algumas dicas.

O mais importante é você caprichar bastante no seu texto.

Para podermos lhe ajudar, precisamos de detalhes. Vejamos o exemplo de uma informação com pouco detalhe: meu marido é bem mais velho do que eu.

Para deixar essa informação mais precisa, melhor dizer: eu tenho 20 anos e meu marido tem 35 anos.

Ou seja, procure nos descrever com capricho e detalhes, pois assim aumenta a nossa chance de conseguirmos te ajudar.

Então é isso, nosso email está logo aqui abaixo. Manda a sua história pra gente e capriche!